Home / Ilhas / Dicas e Sugestões de Passeio em Ilha Grande – Angra dos Reis

Dicas e Sugestões de Passeio em Ilha Grande – Angra dos Reis

Dicas e Sugestões de Passeio em Ilha Grande – Angra dos Reis

Passeios de barco, Escuna, Catamarã, Lanchas, Trilhas e Pousadas.

-Para visitar a Ilha Grande existem diversas opções, com vários horários. Além da barca, tem escunas e catamarãs que são mais rápido. Pegando a barca, demora cerca de 1h 30minutos. Em feriados e finais de semana o preço da passagem da barca ficam mais cara do que no meio da semana.

– Indo de táxi-boat da Praia da Feiticeira para a Vila de Abraão, demora cerca de 30 minutos, com mar tranquilo. Uma boa opção na volta para quem já percorreu a trilha na ida.

Dicas e Sugestões de Passeio em Ilha Grande – Angra dos Reis

Dicas e Sugestões de Passeio em Ilha Grande – Angra dos Reis

– Indo de táxi-boat da Praia do Pouso para a Vila de Abraão, balança um pouco na primeira metade do caminho, mas depois fica tranquilo. Uma boa opção na volta para quem já percorreu a trilha na ida. É também uma boa alternativa para quem não gosta de caminhar muito, existem várias saídas programadas da Vila do Abraão para a Praia do Pouso e de volta para Abraão, dessa maneira, é possível conhecer a Praia de Lopes Mendes, fazendo apenas a trilha T11.

– No passeio “Volta a Ilha”, a lancha balança um pouco, principalmente quando pega ondas provocadas por outra embarcação. Depois de um dia inteiro de lancha, para quem não está acostumado, da para sentir tudo balançando. Parada na Praia do Caxadaço, Praia Dois Rios, Praia da Parnaioca, Praia do Aventureiro, Praia dos Meros, Lagoa Verde, Lagoa Azul e Saco do Céu, com última parada no Restaurante Coqueiro Verde. Acredito que tenha algum convênio entre o restaurante e as agências de viagem. A relação custo benefício do restaurante não é boa, pois é muito caro para o que é oferecido.

– No passeio “Volta Ilha Grande” com a Agência Phoenix. A lancha é boa, com dois motores e o atendimento foi bom também.

– Existe outra opção de passeio “Volta Ilha”, de catamarã, é mais barato, mas passa apenas em quatro locais, pois é mais lento. Se não me engano passa em Dois Rios, Parnaioca, Aventureiro e Lagoa Verde.

– É bom levar toalha para se secar e blusa de frio no retorno do passeio de barco, pois com o vento fica frio.

– Em Angra dos Reis (continente) saem alguns passeios de escuna com roteiros um pouco diferentes daqueles oferecidos na Ilha Grande.

– Os preços dos passeios de escuna são tabelados, tem muitas agências, mas todas com o mesmo preço.

Dicas e Sugestões de Passeio em Ilha Grande – Angra dos Reis
Lagoa Verde

– A Vila do Abraão é a principal da Ilha

Com muitas opções de hospedagens, alimentação e saídas de passeios. Normalmente em outras áreas, a hospedagem é meia pensão com passeio de barco incluso, pois fica mais isolado. Possibilitando acesso a outras trilhas que não conseguiria fazer a partir da Vila do  Abraão, a menos que ficasse em campings ou casa de pescador no meio do caminho.

– A vila do Provetá é grande, a segunda maior vila da Ilha, mas é uma comunidade mais fechada, com poucas opções de hospedagem por lá, segundo informações que recebi na ilha.

– Em Araçatiba, Bananal e Sítio Forte têm opções de hospedagem e alimentação.

– Na praia de Bananal abriga uma comunidade japonesa com opções de hospedagem e alimentação

– Para quem quer mais tranquilidade evite pousadas que ficam no centro, por causa do barulho provocado pelos restaurantes, bares e passagem das pessoas que transitam pelo centro.

– As pousadas na Praia do Canto são mais silenciosas, mas o acesso é feito pela areia da praia, não tem caminho ou rua.

– No geral, pousadas são rústicas, com opções para todos os gostos e bolsos.

– Algumas pousadas ficam fechadas no mês de julho, mas mesmo assim sobram vagas nessa época.

– Existem algumas pousadas que oferecem transporte de mala de cortesia, do cais até a pousada, mas há carregadores de mala uniformizados, com carrinhos, aguardando no cais, já que não existe táxi na ilha.

– Não tem carros, exceto da polícia e prefeitura. As ruas principais são largas, o restante são caminhos estreitos, que parecem mais calçadas.

– A Vila do Abraão é menor, então os locais são de fácil acesso, através de caminhada curta. Existem algumas pousadas que ficam na encosta e pode ser um pouco mais cansativo para chegar até lá.

– Para quem ficar na Vila de Abraão, a dica é levar lanche para a trilha e almoçar/jantar quando retornar à vila, pois tem muitas opções. Padarias na Rua da Praia e mais outra ao lado da Igreja, essa é maior, onde se pode comprar lanche. É bom levar água e lanche para as trilhas, alguns trechos são longos. Em quase toda praia tem quiosques ou pelo menos pessoas com isopor vendendo bebidas, lanches e salgadinhos.

– Normalmente os restaurantes abrem depois das 14hs, mas me disseram que o Biergarten abre às 12hs, com alguma opção de comida vegetariana.

– O costume do carioca é comer feijão preto.

– Para fazer às trilhas a dica é começar bem cedo. Nesse ponto, ajuda quando a pousada começa a servir o café da manhã cedo.

Dicas e Sugestões de Passeio em Ilha Grande – Angra dos Reis
Praia da Feiticeira

– Para Fazer Trilhas

Siga as dicas de http://ilhagrande.org/Trilhas-na-Ilha-Grande. Eles recomendam que se faça a trilha T13 com um guia. Alguns trechos são perigosos, que requerem muita atenção, com alguma sinalização, noção de direção, bom senso e muito cuidado é possível fazer a trilha sem guia. Sempre e bom estar em grupo. Também é primordial ir cedo para voltar antes de escurecer e levar celular, pois embora à cobertura não seja total, sempre ajuda.

– No mês de julho, lá pelas 5hs já está ficando escuro nas trilhas, quando é mata fechada. Complica por causa das raízes, pedras e obstáculos do meio do caminho. É bom se programar para voltar cedo.

– Algumas partes da trilha têm pedras e/ou terra batida, portanto pode ser muito escorregadio na época de chuva. Acredito que depois de uma chuva, deve demorar a secar, pois há várias partes de mata fechada, onde não bate sol. Estar com um bom tênis é essencial.

– No inverno é uma ótima época para caminhar, sem chuva, céu azul, temperatura agradável, mas pode ser frio para entrar na água.

– Mês de julho é baixa temporada, embora seja época de férias escolares, a água é fria naquela região. Disseram que os preços são melhores na primeira quinzena, pois na segunda começa a subir por conta dos estrangeiros que chegam à ilha. Esta é a melhor época para passear na Ilha, não tem muitos viajantes circulando por lá. Poucas pessoas nas trilhas e nas praias, sempre mais sossegado para curtir a natureza, sem aquele tumulto de gente. Não tem filas nos lugares e o atendimento é bom.

– Muitos estrangeiros visitam a Ilha, europeus, principalmente franceses. No mês de julho em diante que eles aparecem, normalmente no mês de agosto. Tem mais gringos do que brasileiros. O inglês e o rancês tornam-se línguas oficiais da Ilha Grande nesse período.

– Não tem bancos, nem mesmo caixa eletrônico na Ilha Grande.

Bouganville é um mini-shopping, uma galeria de lojas. Uma rua com lojas, restaurantes e algumas pousadas dos dois lados.

– A Ilha Grande ainda esta bem preservada, com exceções das vilas, a vegetação a predominante, mas com algumas mansões em poucos lugares que cercaram as praias.

Depois de ler esse artigo veja também:

Dicas e Sugestões de Passeio em Ilha Grande – Angra dos Reis
5 (100%) 2 votes

Comente este post!!!

Sobre Destinos Top

Pensando em viajar? já sabe por onde vai passear, comer e se hospedar? Não se preocupe, o “Destinos Top Para Visitar” é um espaço para dicas de viagens e destinos.

Translate »